Gestão Ambiental | 08/10/2015

Premiação de Concurso Fotográfico acontece na próxima quinta, 15

O evento acontece no auditório da EMEF José Odair Montelatto e contará com a presença do fotógrafo Araquém Alcântara

Na próxima quinta-feira, 15, os 12 finalistas do concurso fotográfico “A Biodiversidade da Nossa Cidade” vão se reunir no auditório da EMEF Odair Montelatto (Rua Geraldo Burck, 611 - Bairro Santo Antônio). Durante a ocasião, a secretaria de Gestão Ambiental vai fazer o anúncio dos ganhadores do concurso (1º 2º e 3º lugar).

O primeiro colocado receberá uma câmera fotográfica profissional com cartão de memória, bolsa e tripé; Já o segundo colocado receberá uma câmera fotográfica profissional e o terceiro colocado receberá uma câmera semi-profissional. O evento de premiação será aberto ao público e, para deixar melhor ainda, os presentes poderão encontrar um dos fotógrafos de natureza mais conceituados do Brasil, Araquém Alcântara.

As fotos passaram por avaliação da comissão julgadora composta por Edgar William dos Santos (Secretaria de Gestão Ambiental), Isabel Fialho (COMDEMA), Vinícius Faustini Lima (Associação Mata Ciliar) e Daniel Lenço (fotógrafo profissional). A ação tem como objetivo demonstrar a importância da preservação do meio ambiente através da fotografia e é voltado ao público amador com enfoque em fotojornalismo. Vale ressaltar que os finalistas já garantiram a divulgação das suas fotos no calendário 2016 da Secretaria de Gestão Ambiental.

Os interessados em conferir os trabalhos podem acessar o site criado exclusivamente para o concurso (WWW.fotografelouveira.com.br). Para a comissão, o processo de escolha das fotos foi difícil, pois são trabalhos de muita qualidade e ao todo 172 pessoas realizaram a inscrição, totalizando 348 fotos cadastradas. Cada participante enviou até três fotos que representassem a biodiversidade do município de Louveira, ficando a critério de cada participante o enfoque abordado (fauna, flora, etc.).

O critério de seleção das fotos levou em consideração critérios estéticos da imagem, a representação do tema proposto e os elementos compositivos e inovadores. Outro critério utilizado pela comissão é que as imagens não podiam conter recursos de software para melhorias e/ou alterações de imagens.