Gestão Ambiental | 31/07/2014

Prefeitura de Louveira recolhe 37 toneladas de lixo e sucata por dia

coletaseletiva

Segundo dados da Secretaria de Gestão Ambiental, em 2013 Louveira produziu 13.559,43 toneladas de resíduos orgânicos e recicláveis. Estima-se que em 2014, Louveira irá coletar 14.470,98 toneladas de resíduos orgânicos e recicláveis, ou seja, que ocorra 10% de aumento.

A coleta seletiva de lixo foi iniciada pela Divisão de Meio Ambiente, atrelada a Secretaria de Desenvolvimento Urbano da Prefeitura Municipal de Louveira, em 2004, ano em que foram coletadas 483 toneladas. Em oito anos do início do serviço, a quantidade de lixo reciclável coletado quase quadruplicou, registrando 1.600 toneladas em 2012.

“A Prefeitura investe massivamente nos projetos de educação ambiental e conscientização da população através de campanhas e eventos para as questões dos resíduos sólidos”, declarou o secretário de Gestão Ambiental, Cláudio Scalli.

Os resíduos orgânicos, após serem recolhidos das casas são diretamente direcionados ao aterro sanitário. Os resíduos recicláveis são encaminhados para o Centro de Gerenciamento de Resíduos onde são separados, armazenados e doados para Irmandade Santa Casa de Louveira e para CIELO - Clínica Interdisciplinar Educacional de Louveira. Estas são responsáveis pela comercialização dos resíduos para intermediários (sucateiros) e/ou recicladores e o lucro obtido pela venda dos resíduos é divido entre as duas entidades. Em média Louveira recolhe 37 ton/dia de resíduos orgânicos e recicláveis.

De acordo com o secretário Cláudio Scalli, existem várias formas de reduzir a produção de lixo. “Algumas atitudes podem ser incluída na rotina diária de cada um. Essas medidas contribuem em muito com o nosso trabalho, tais como: prolongar a vida útil dos produtos; evitar o uso de produtos descartáveis, optando pelo uso de bens duráveis; preferir produto à granel, comprando apenas o necessário, evitando o desperdício e diminuindo o consumo de embalagens; escolha produtos recarregáveis, recicláveis, retornáveis e refil; opte por produtos reciclados; e evitar o desperdício”, finalizou Cláudio.