Governo | 04/12/2014

Prefeitura de Louveira divulga o que abre e fecha durante recesso de final de ano

Em comemoração às Festas Natalinas e à Passagem de Ano, a Prefeitura de Louveira de acordo com o Decreto nº 4.195, de 25 de Novembro de 2014, divulgou que será ponto facultativo nas repartições públicas municipais nos dias 29 (segunda-feira) e 30 (terça-feira) de dezembro de 2014. As atividades serão retomadas no dia 5 de janeiro de 2015 (segunda-feira).

Os serviços considerados essenciais e de relevância não sofrerão interrupção, visando interesse maior da população louveirense. As Unidades Básicas de Saúde (Postos de Saúde) e os demais serviços da Secretaria Municipal da Saúde permanecerão fechados apenas nos dias 24, 25, 31 de dezembro e 1 de janeiro. A Coleta Seletiva de Lixo não funcionará nos dias 24, 25 e 31 de dezembro e 1º de janeiro de 2015.

As jornadas de trabalho correspondentes aos dias determinados pelo Decreto nº 4195/2014, deverão ser compensadas diariamente pelos servidores com o acréscimo de 22 minutos diários à respectiva carga horária no início ou no final do expediente, para aqueles que cumprem jornada de 8 horas diárias, no período de 05 de janeiro de 2015 a 30 de dezembro de 2015.

Mais informações no site oficial da Câmara Municipal de Louveira (www.portalcamaralouveira.com.br) e confira o Decreto nº 4.196, de 26 de Novembro de 2014 e Decreto nº 4.195, de 25 de Novembro de 2014.

Abono Natalino

De acordo com a Lei Nº 2.397, de 27 de Novembro de 2014, o prefeito Junior Finamore autorizou a conceder no mês de Dezembro de 2014, abono natalino no valor de R$ 430,00 (Quatrocentos e Trinta Reais) a ser pago em parcela única, aos servidores e funcionários públicos municipais ativos e inativos da Prefeitura de Louveira, extensivo aos servidores integrantes do Fundo de Previdência Municipal e Fundação Municipal de Habitação. Os dois projetos de lei que autorizam o pagamento foram votados e aprovados por unanimidade, durante a sessão do dia 25 de Novembro.

Pela justificativa do projeto, o Executivo explica que o valor será repassado aos servidores para que "possam adquirir gêneros alimentícios para a cesta de Natal, atendendo a necessidade de cada servidor e respeitando a liberdade de escolha dos mantimentos e produtos a serem consumidos pelos mesmos".