Saúde | 26/07/2023

Com foco na prevenção, Prefeitura realiza trabalho contínuo na busca ativa de escorpiões

Confira na máteria as dicas de como se proteger, principalmente nesta epoca do ano que o surgimento deles começa a se intensificar

Com foco na prevenção, a Prefeitura de Louveira, por meio da Vigilância em Saúde, realiza trabalho contínuo na busca ativa de escorpiões. O trabalho é realizado próximo a bueiros e em locais com maiores denúncias de aparecimento do animal. Confira na máteria as dicas de como se proteger, principalmente nesta epoca do ano que o surgimento deles começa a se intensificar. 

“O trabalho ativo realizado pela Vigilância combinado com a conscientização da população são os principais meios para evitar acidentes envolvendo escorpiões. Devemos estar atentos e dedicar cuidados principalmente com as crianças, que são o publico com maior risco. A Vigilância tem o principal objetivo de atuar na prevenção de saúde, envolvendo também essas situações com animais”, disse o prefeito de Louveira, Estanislau Steck.

O trabalho ativo segue um cronograma, no qual os lugares com maior índice de surgimento são visitados periodicamente. Os escorpiões capturados são enviados ao Instituto Butantã, onde é criado o soro antiescorpiônico.

Caso encontre um escorpião, entre em contato com a Vigilância em Saúde. Telefone: (19) 3878-2323.

Em caso de picada, vá imediatamente para a Santa Casa ou o hospital mais próximo. Se necessário, ligue no telefone 192.

Devido ao veneno do escorpião, as pessoas com maior risco são as crianças até 10 anos. Elas sentem mais a ação do veneno escorpiônico e têm maior chance de óbito.

“Para as crianças é muito importante reforçar as orientações de não colocar a mão e chamar um adulto ao encontrar um. Deste modo, diversos casos de picadas podem ser evitados. O cuidado deve ser reforçado no verão, no qual o índice de relatos é maior”, disse a secretária de Saúde, Marcia Bevilacqua.

Cuidados com escorpião

- Vedar todos os ralos (chão, pia e tanque), frestas e vãos que permitam o adentramento desses animais nas residências. 
Evitar o acúmulo de entulho (abrigo para o escorpião) e lixo (que atraem baratas e outros insetos que servem de alimento para os escorpiões) dentro e fora das casas.
- Manter jardins e quintais limpos, evitar folhagens densas junto de paredes e chão e manter a grama aparada;
- Evitar o acúmulo de entulhos, folhas secas, lixo doméstico e materiais de construção nas proximidades das casas; 
- Sacudir roupas e sapatos antes de usá-los, pois aranhas e escorpiões podem se esconder neles e picam ao serem comprimidos contra o corpo; 
- Não pôr mãos e pés descalços em buracos, sob pedras e troncos podres; 
- Vedar as soleiras das portas (com saquinhos de areia, panos ou veda porta) e janelas de preferência durante todo o dia, mas principalmente ao entardecer e durante toda a noite; 
- Usar telas em ralos do chão, pias e tanques e colocar telas também nas janelas;
- Vedar frestas e buracos em paredes, assoalhos e vãos entre o forro e as paredes e consertar rodapés despregados, pois os escorpiões se escondem nestes locais;
- Afastar as camas e berços das paredes;
- Evitar que roupas de cama e mosquiteiros encostem no chão;
- Não pendurar roupas nas paredes.

Atenção! Oriente adequadamente seu filho a não mexer ou pisar em buracos, sob pedras, tijolos, madeiras e entulhos. O ideal é que ele não brinque em quintais e áreas com entulhos e mato, principalmente descalço. Peça a criança para que, se avistar um escorpião, não mexa nele ou tente matá-lo, mas chame um adulto.

Primeiros socorros em caso de acidente com escorpião 

O que fazer:

- Limpar o local da picada com água e sabão;
- Aplicar compressa morna no local da picada (para aliviar a dor);
- Procurar atendimento médico o quanto antes.

O que não fazer:

- Não fazer torniquete ou garrote, não furar, não cortar, não queimar, não espremer o local da picada; 
- Não fazer sucção no local da ferida; 
- Não aplicar qualquer tipo de substância sobre o local da picada, nem fazer curativos que fechem o local, pois isso pode favorecer a ocorrência de infecções; 
- Não ingerir bebida alguma no intuito de tirar a dor, pois além de não agir contra o veneno, ainda poderá causar complicações no quadro clínico; 
- Não colocar gelo ou água fria no local da picada, pois aumenta a dor.

Vigilância em Saúde

Telefone: (19) 3878-2323

Santa Casa de Louveira (24 horas)

Avenida Arthur de Souza Sygel, 500 - Jardim Vera Cruz

Telefone: (19) 3848-8910