Desenvolvimento Urbano | 28/08/2023

Canalização do Córrego Sapezal alia responsabilidade ambiental e infraestrutura na rotatória da Atílio Biscuola

​Prefeitura segue com intervenções em dois pontos: no meio da rotatória e ao lado da Rua Manoel Antonio Chiquetto; em ambos locais foram construídos canais de contenção e muros de gabião com prevenção contra enchentes

Entre as cerca de 20 obras em andamento realizadas pela Prefeitura de Louveira, muitas delas são realizadas visando a melhora na infraestrutura. Um dos destaques é a canalização de um dos trechos do Córrego Sapezal e que fica na entrada da cidade, na rotatória de acesso à rodovia Anhaguera pela Rua Atílio Biscuola. Após a construção do canal de passagem e a implantação de muros de contenção pelo sistema de gabião no centro da rotatória, que segue para conclusão, os serviços continuam em sua segunda fase, que acontece ao lado da rotatória, na Rua Manoel Antonio Chiquetto.

“A obra tem caminhado rapidamente. Nós temos acompanhado de perto a execução e podemos garantir que está muito bem feita. Essa era uma necessidade antiga que precisávamos realizar como forma de prevenir possível enchentes naquele local em épocas de muitas chuvas. Na rotatória faltam alguns detalhes para que seja finalizada. E assim que a empresa concluir, vamos implantar também na rotatória um projeto paisagístico e de iluminação para que ela fique ainda mais bonita. Vamos valorizar esta que é uma das principais entradas da cidade, onde temos o monumento feito pelo artista plástico Adélio Sarro, reconhecido internacionalmente, que identifica o nome da cidade e que presta uma homenagem aos produtores de uva de Louveira”, disse o Prefeito Estanislau Steck.

As obras seguem para a fase final. Na rotatória, a empresa contratada realiza os acabamentos, como o aterramento no entorno do canal. No canal de continuidade, localizado ao lado da Rua Manoel Antonio Chiquetto, as equipes continuam com os serviços de construção da canalização. Os muros de gabião estão concluídos e mudou a paisagem do local, tornando o canal melhor estruturado.

A obra era uma demanda importante para Louveira no sentido de melhorar a estruturação urbana, realizando a drenagem e manejo dos recursos hídricos com responsabilidade ambiental. A intervenção é uma medida preventiva contra inundações do córrego e evita deslizamentos de terra, proporcionando mais segurança no local, que já que o local tem grande fluxo de veículos.

Segundo o Secretário de Desenvolvimento Urbano, Ricardo Pissulin, o gabião garante a contenção das margens do Córrego Sapezal. “Este é um sistema muito resistente e sua implantação é muito mais rápida do que a construção de um muro de concreto armado, por exemplo”, disse o Secretário Ricardo Pissulin.

A canalização do Córrego Sapezal é uma segunda fase das intervenções realizadas pela Prefeitura e que começaram com a requalificação viária do local e seus arredores, cuja obra já foi concluída e exigiu, inclusive, autorização da Autoban, já que parte do trecho está na faixa de domínio da rodovia, de responsabilidade da concessionária. O Córrego do Sapezal é um dos afluentes do Rio Capivari e tem grande importância dentro da bacia hidrográfica de Louveira e região.