Desenvolvimento Urbano | 11/05/2020

As obras dos armazéns avançam com o restauro da Subestação de Energia do complexo Ferroviário de Louveira

Instalados na Rua Antonio Antonioli, próximo ao Núcleo de Capacitação (Nucca), os dois armazéns fazem parte do importante patrimônio ferroviário de Louveira, e estão recebendo a obra de restauro, juntamente com a Subestação Francisco de Monlevade.
 
Recebendo um completo restauro, o complexo ferroviário da “Subestação de energia Francisco de Monlevade” ficou na memória dos louveirenses pela imponência do prédio principal e pela beleza dos jardins de estilo inglês. 
 
Perto de completar 100 anos, o amplo espaço, localizado em frente ao Estádio Municipal, abriga antigas residências utilizadas pelos engenheiros da época, um galpão principal com maquinário norte-americano e um busto em homenagem ao engenheiro Francisco Paes Leme de Monlevade, que dá nome à subestação.
 
Construída em 1921, a subestação gerava energia para as locomotivas elétricas do trecho Campinas- Jundiaí, uma tecnologia inovadora para a época. Após a mudança para o diesel, a subestação deixou de funcionar, sendo totalmente desativada em 1999 e agora recebendo o completo restauro pela Prefeitura de Louveira.