Saúde | 11/11/2022

ACOMPANHAMENTO - Prefeitura de Louveira, em parceria com a Santa Casa, inicia projeto de orientações para gestantes

Interessadas em participar podem entrar em contato com a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima

A Prefeitura de Louveira, por meio da secretaria de Saúde, em parceria com a Irmandade Santa Casa de Louveira, realizou na manhã desta sexta-feira (11) o primeiro encontro do projeto Santa Casa Amiga das Gestantes, que visa informar, orientar e conscientizar futuras mães. 

“Essa parceria vem com o objetivo de sanar todas as dúvidas, promover uma gestação mais tranquila, fortalecer a relação entre as gestantes e os profissionais e acima de tudo, garantir a felicidade e saúde da mãe e do bebê”, afirmou o prefeito Estanislau Steck. 

Entre os temas abordados, estão gestação saudável, gestação de baixo risco e alto risco, parto humanizado, cuidados pós-parto imediato, amamentação e cuidados com as mamas, indicação de parto cesariana e parto natural, medicações utilizadas durante o trabalho de parto e pós-parto e diversos outros tópicos. 

A ação é ministrada por enfermeiros e médicos que atuam no setor obstétrico. Os encontros estão previstos para acontecerem mensalmente na Santa Casa, e a ao final de cada um as gestantes receberão um certificado de participação e um “Manual para Gestantes”, livreto com orientações sobre o que levar na mala da mãe e do bebê no dia de trabalho de parto, procedimentos realizados com o bebê antes da alta, entre outras dicas. 

“A Santa Casa sempre realizou acolhimento com as gestantes, mas tivemos que fazer uma pausa por conta da pandemia. Agora estamos voltando com esse projeto, em parceria com a Prefeitura, para ampliar o atendimento às futuras mães de Louveira. Nós também orientamos e realizamos encaminhamento de gestantes em situação de risco para hospitais universitários pactuados com a cidade”, disse a gerente de enfermagem da Santa Casa, Sandra Esdra Nhani de Oliveira. 

A Anne Kelly Jorge Costa está de 30 semanas, à espera do Heitor, e fala da importância dessas orientações como mãe de primeira viagem: “Para uma mãe na primeira gestação como eu, essas ações são essenciais. É uma oportunidade para conhecermos o processo, preparo e organização do parto. Podemos ficar mais aliviadas com esse apoio que recebemos”.

Já a Edneia Cabral Caetano está de 35 semanas do segundo filho, o Lorenzo, e conta como este suporte faz a diferença: “Na primeira gestação não tive estas orientações e percebo como impacta positivamente. Estou conhecendo diversos assuntos novos que está me ajudando demais. Vim muito empolgada, querendo ouvir e aprender”. 

As interessadas em participar podem entrar em contato com a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima. CLIQUE AQUI para conhecer todas as UBSs de Louveira.