Brasão

O Brasão de Armas do Município de Louveira foi idealizado pelo Dr. Lauro Ribeiro Escobar, do Conselho Estadual de Honrarias e Mérito (https://vejasp.abril.com.br/cidades/lauro-ribeiro-escobar-senhor-das-armas/)
Descrição: escudo ibérico, de ouro com um cacho de uvas de púrpura, brocante sobre duas folhas de sinople e chefe de blau, carregado de uma cruz pátea, uma âncora e um coração, tudo do primeiro. O escudo é encimado de coroa mural de prata, de oito torres, suas portas abertas de sable e têm como suportes, à destra, um ramos de cafeeiro e à sinistra, um morangueiro, ambos folhados e frutados ao natural. Listel de blau, com o topônimo “LOUVEIRA” em letras de ouro.  
 
 
Interpretação: 
I – O escudo ibérico era usado em Portugal à época do descobrimento do Brasil e sua adoção evoca os primeiros colonizadores e desbravadores da nossa Pátria;
II-  O metal ouro tem o significado heráldico de riqueza, esplendor, generosidade, nobreza, glória, poder, força, fé, prosperidade, soberania e mando, indicando o esforço dos munícipes para que seu torrão natal se destaque dentre os demais municípios, conquistando a prosperidade e a glória;
III – A uva simboliza alegria, recreação, união pública e amizade proveitosa. Lembra no Brasão de Armas, as características do local, propício ao turismo e ainda à viticultura, que constitui a principal atividade agrícola do Município. 
IV – O Chefe é a primeira das peças honrosas de primeira ordem e a cor blau (azul), representa justiça, formosura, doçura, nobreza, firmeza incorruptível, virtude, dignidade, zelo, lealdade e recreação, aludindo aos atributos de administradores e munícipes no incansável labor pelo progresso do Município e ainda às belezas naturais da região, que fazem de Louveira local procurado para a recreação;
V – A cruz, a âncora e o coração representam as três virtudes teologais: fé, esperança e caridade, demonstrando que os munícipes, depositando irrestrita fé na munificência do Criador, esperam confiantes dias sempre melhores, sem esquecer que no amor ao próximo repousem as bases de uma sociedade feliz;
VI – A coroa mural é o símbolo de emancipação política e, de prata, com oito torres, das quais apenas cinco estão aparentes, constitui a reserva da cidade. As portas abertas de sable (preto), proclamam o caráter hospitaleiro do povo de Louveira;
VII – O ramo de cafeeiro evoca as primitivas culturas de café que contribuíram, no passado, para que o Município prosperasse e o morangueiro demonstra que novos empreendimentos agrícolas se processem;
VIII – No listel o topônimo “LOUVEIRA” identifica o Município. 
 
 
O Brasão de Armas de Louveira é exclusivo do Poder Público Municipal e será usado: 
I – Obrigatoriamente:
a) Nos documentos, demais papéis e correspondências oficiais;
b) No gabinete do Prefeito Municipal e na sala das sessões da Câmara de Vereadores.
 
II – Facultativamente: 
a) Na fachada dos edifícios públicos;
b) Nos veículos oficiais;
c) Nos locais onde se realizem festividades promovidas pela Municipalidade. 

 

Desenvolvido por: Web e Ponto